h3.post-title {text-align: center; [Resenha] Um amor para recordar - Apenas uma Leitura

[Resenha] Um amor para recordar

"A minha história não pode ser resumida em duas ou três frases, não pode ser apresentada sinteticamente de modo que as pessoas compreendam de imediato."


Olá leitores! Como vocês estão? Hoje é dia 4 de fevereiro e Dia Mundial do Combate ao Câncer e por isso o comando da segunda etapa do Desafio Literário 2015 é ler um livro que retrate de alguma forma o câncer e eu escolhi ler Um Amor para Recordar do Nicholas Sparks.

O autor:


Nicholas Sparks (1965) é um escritor norte-americano, consagrado pelo mundo inteiro pela vendagem de seus livros.

Nicholas Charles Sparks nasceu em Omaha, Nebraska. Passou a adolescência na Califórnia. Começou a escrever quando tinha 19 anos. Com essa idade, escreveu o primeiro livro, porém, a obra não foi mais encontrada. Estudou Na Universidade de Notre Dame, onde formou-se em economia em 1998.

Nicholas Sparks foi durante um tempo delegado de informação médica, até que a agente literária Theresa Park passou a mediar a publicação dos livros do escritor. Theresa Park vendeu os direitos do romance “The Notebook” à Warner Books, e depois desse fato, o escritor esteve na lista de livros mais vendidos durante 56 semanas.

O livro “As Palavras que Nunca te Direi” foi adaptado para filme, o que ajudou bastante no sucesso literário. Outros livros também tiveram grande sucesso: “Uma Carta de Amor”, “Noites de Tormenta”, "Um Amor Para Recordar", só para citar alguns exemplos. Mas foi com os livros “A última Música” e “Querido John” que o tornou grande conhecido do público brasileiro. Os livros de Nicholas Sparks fazem sucesso também em Portugal.

Sinopse:


“Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”

Resenha:

Um Amor para Recordar é narrado por Landon Carter, no livro ele nos conta a história de como ele conheceu o amor da vida dele. Landon era do tipo "popular" e já tinha saído com algumas garotas. O que provavelmente iria mudar a vida dele era participar da turma de teatro da sua escola, a professora estava organizando uma peça escrita pelo pastor da Igreja Batista da cidade. Na turma de teatro estava a filha do pastor, Jamie Sullivan, que ficou com o personagem principal da peça.

Jamie era uma garota diferente de todos da escola, por isso, não tinha muitos amigos. Ela era do tipo "feliz"  e "boa com todos", ajudava o pai na Igreja, e andava sempre com suas saias longas e seu suéter, ajudava em um orfanato e etc. Todos a conheciam, ela se dava muito bom com os "mais velhos". Jamie era o alvo das piadas de Landon e seus amigos.
  
Um baile escolar estava se aproximando e Landon não tinha ninguém para ser sua companheira, apenas Jamie. Ele sabia que os amigos zombariam dele mas era levar a filha do pastor ou passar a noite com um menino das suas aulas de teatro. Então, Landon convidou Jamie ao baile. A única condição que ela impôs foi: Para ele não se apaixonar por ela. Claro que Landon achou aquilo um pouco idiota, ele não se apaixonaria por Jamie Sullivan. Pode-se dizer que a noite do baile foi boa e ruim ao mesmo tempo, ele se divertia com Jamie mas o jeito de ser dela o deixava intrigado demais.

E lá vinha a vida aprontando de novo para Landon, ele tinha aceitado o convite de Jamie para protagonizar a peça junto a ela. Eles começaram a passar mais tempo juntos, e Landon tentava deixar sua relação com Jamie longe de seus amigos. Mais dias se passavam e Landon não entendia porque gostava tanto de ficar com Jamie, às vezes ela o aborrecia com suas bondades e suas tantas referências aos mistérios de Deus... Mas, por mais que a resposta não fosse óbvia para Landon, ele teria que admitir: se apaixonara por Jamie Sullivan.

Jamie não queria se envolver com ninguém, ela não podia, por isso fez Landon prometer que não se apaixonaria por ela. Agora, estavam os dois apaixonados um pelo outro. Eles começaram a namorar. Tenho que alertar que Landon e Jamie são bem clichês, eu quase que não aguentava ler as partes que eles saiam juntos. Gostava das partes que eles debatiam sobre fé e alguns planos para o futuro. Fora isso, o relacionamento dos dois era lotado de muito amor e clichê.

O que Landon não esperava na sua própria história era o fim dela. Foi o fim para ele quando ele descobriu que Jamie estava com leucemia e tinha pouco tempo de vida. Por mais que isso pareça clichê em um livro, isso é muito trágico em nossa realidade. Sabemos com toda certeza que um dia iremos deixar esse mundo e o mesmo acontecerá com as pessoas que amamos, às vezes vamos primeiro deixando dores de perda naqueles que amamos, outras vezes os que amamos vão embora e deixam em nós dores imensas, e momentos/ lembranças que nunca voltaram. 

E se nós soubéssemos que alguém que amamos está com um "prazo de validade"? Apenas choraríamos e lamentaríamos? Ou iríamos fazer de tudo para levantar a auto estima de quem amamos? Seríamos uma luz nos momentos de escuridão? Teríamos fé acima de tudo? Ou ficaríamos aborrecidos com o nosso Pai? Landon não sabia o que fazer, não tinha forças para mostrar-se feliz diante Jamie, e tudo o que ela precisava era de uma luz. Em nenhum momento ela perdeu sua fé.

"-Não tens medo?
- Tenho - respondeu por fim. - Estou sempre com medo.
- Então por que é que não ages como se o tivesses?
- Ajo. Só que o faço em privado.

- Por que não confias em mim?

- Não - respondeu - porque sei que também estás com medo.”



Landon já sabia o que tinha que fazer e nunca teve tanta certeza na vida dele quanto naquele momento, ele iria realizar o sonho de Jamie, ele iria se casar com ela.

Esse livro me mostrou uma coisa: o quanto valorizamos algo quando estamos perto de perdê-lo ou quando o perdemos. Como disse no começo, Jamie não tinha muitos amigos, mas quando souberam o que ela iria enfrentar aqueles que zombaram dele desde de sempre tentaram se redimir de alguma forma, pediram perdão. Eis o que aprendi: Temos que valorizar tudo que temos, todos que amamos e viver a vida como se não houvesse amanhã(se me entendem rsrs)
Apesar de não ser tão fã de romance ou não ler bastantes livros assim, eu gostei de Um Amor para Recordar, digo o começo e o fim do livro ahaha, já disse que a parte do namoro de Jamie e Landon era demais para minha paciência(me julguem rsrs). Se vocês ainda não leram e estão querendo arriscar, eu não impediria vocês de lerem!

"Há momentos que me apetece fazer com que os ponteiros do relógio andem para trás e livrar-me de toda essa tristeza, mas tenho a sensação de que, se o fizesse, desapareceria também a alegria. Fico com as recordações a medida que elas surgem, aceitando-as todas, deixando que me guiem sempre que possível"

  Abraços!!!

7 comentários

  1. Esse livro é muito fofo <3
    Só de ler a resenha já da vontade de chorar..
    Gostei bastante do seu post!
    Bjs
    Se quiser visitar o meu blog, vou ficar feliz :)
    http://chuvacobertaelivros.blogspot.com.br/2015/02/resenha-correr-ou-morrer.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é chorosa igual a mim hahaha! Beijos!

      Excluir
  2. Maravilhosa sua resenha, <3
    Ainda não li, estou aos poucos completando a minha coleção do tio Nicholas. Só vi o filme, mas fico toda chorosa haha

    Beijos
    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Joi! Somos chorosas haha. Abraços!

      Excluir
  3. O filme mais citado pelas minhas amigas na adolescência kkk. Não sei se consigo ler o livro, pois criei o hábito de sempre ler antes de assistir, aí como já assisti o filme, meio que quebrou meu ritual rsrs.

    Saudações literárias.
    http://eaijl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo, Felipe. Também tenho esse "ritual" kkk, mas às vezes não temos como evitar haha. Beijo!

      Excluir

Topo